E OS DISPAROS DE ARMA DE FOGO EM VÁRIAS LOCALIDADES, O QUE SIGNIFICAM?, EIS A QUESTÃO!

TiroteioNos últimos dois dias (domingo e segunda-feira), a população da Nova Itapetinga, Clodoaldo Costa, Américo Nogueira e dos Residenciais 12 de Dezembro e José Leal Ivo, ficou em polvorosa com tanto tiro nas referidas localidades, ações praticadas por traficantes ou pessoas ligadas ao tráfico.

Eram indivíduos a bordo de motocicletas que chegavam nos respectivos bairros tocando o terror, faziam questão de ostentar as armas de fogo e atiraram livremente, sem a preocupação de incomodar ou de atingir um inocente, pois as áreas onde ocorreram os disparos são habitadas.

A Polícia Militar atendeu várias denúncias, mas quando chegava aos locais dos supostos tiroteios, não se deparava com nenhum meliante ou autores da façanha. Outra curiosidade é que ninguém possivelmente ficou ferido ou foi alvejado nesses tiroteios, pois nenhuma pessoa deu entrada em Unidades de Saúde do Município, vítima de disparo de arma de fogo.

Acredita-se que a briga é por território do tráfico de drogas no município, ou seja, brigam pelas chamadas “bocas de fumo” espalhadas pela cidade. São grupos rivais que disputam o território e controle da droga à bala, e com isso, deixa a população preocupada com tanta ousadia desses meliantes.

A Delegacia Territorial de Itapetinga tomou conhecimento das infomações acima, mas não houve nenhum registro oficial na DT, ninguém denunciou nenhum episódio relacionado aos supostos tiroteios ou disparos de arma de fogo nas respectivas localidades.

Até áudio de tiros foi disseminado no Whatsapp, em diversos grupos de Itapetinga, onde pessoas não identificadas citaram nomes de localidades como o 12 de Dezembro e o José Leal Ivo, onde safardanas estavam deflagrando tiros com armas possantes, a exemplo de pistolas e submetralhadoras, versão não confirmada pela Polícia.

 ESCUTE O ÁUDIO QUE CIRCULOU NO WHATSAPP NA NOITE DE SEGUNDA-FEIRA, 28/12/15.

Saiba como funciona o tráfico de drogas…

Os dois menores entrevistados nesta reportagem não conheceram seus pais. As mães deles eram ausentes: uma está presa e a outra, morta. “Nunca tive carinho de pai. Não sei o que é isso, não. Acho que vou fazer diferente quando tiver o meu pivete”, diz Diogo (nome ficíticio).

CAMPANA
É a função mais baixa na biqueira. São adolescentes que ficam escondidos na “quebrada” e avisam quando a polícia está chegando. A remuneração gira em torno de R$ 300. Os traficantes costumam ajudar os menores com R$ 10 para alimentação, além de refrigerantes e chocolates.

VAPOR
É quem vende a droga nos pontos de tráfico. Tem a responsabilidade de tratar bem a clientela e é cobrado caso suma dinheiro ou drogas. O “salário” é de R$ 500 a R$ 700 por semana, mas pode ser maior se as vendas superarem a expectativa do “patrão”.

ABASTECE
Também conhecido como “avião” é quem fornece as drogas para a biqueira. O cargo se divide em dois turnos. Ele também acumula a função de recolher o dinheiro dos vapores e conferir se as finanças estão em ordem. Ganha até R$ 700, mais 10% da droga vendida, dependendo da política interna da biqueira.

GERENTE
Cargo de confiança, ocupado por quem já tem uma “caminhada” junto aos traficantes. Essa pessoa tem relacionamento estreito com o dono da biqueira e a função de administrar os funcionários para que tudo corra bem. Controla os gastos e lucros, esconde as drogas, controla o fornecimento e faz pagamentos. Ganha até R$ 2 mil por semana. Se controla mais de uma biqueira é chamado de gerente-geral.

PATRÃO
É o dono da biqueira. Ele decide os salários, compra a droga, repassa o dinheiro para outros setores do crime organizado, dá ajuda para familiares de presos e “fortalece” os irmãos na cadeia. O lucro dele varia conforme o fluxo dos pontos de venda de drogas sob seu comando.

MICHEL*, 17, internado na Fundação Casa

“Na minha ficha constam sete passagens, mas eu me lembro de 12. Já corri de polícia, já levei tiro, apanhei. Tudo isso traficando. Antes de ser do movimento, queria uma bicicleta. Na biqueira, consegui a melhor de todas. Já comprei tênis de marca de playboy noia por R$ 5. Os caras sobem o morro atrás de pedra, vendem até a mãe para conseguir. Eu era patrão, usava roupas de marca, pegava baladas, muita mulher. Mas no crime são três caminhos: cadeira de rodas, cadeia ou cemitério. Na minha cama, fico pensando: o boy continua viciado, mas livre. E eu que só vendia? Tô aqui. Preso.”

DIOGO*, 17 ANOS, interno da Fundação Casa

“Fumei o primeiro baseado aos 13 anos. Com 14 estava na biqueira. Comecei vendendo porque minha mãe tinha um conhecimento no crime. Em dois anos, eu era gerente-geral na Favela Buraco Quente, nas Águas Espraiadas. Comprei uma casa e deixei equipada. Tinha TV de plasma e cama box. Eu passei muita fome quando era moleque e o que eu mais gosto é de comer tudo o que tenho vontade. Quando não estou preso, como o dia inteiro. Perdi as contas de quantas pessoas roubei, mas só senti pena uma vez. Não fui para o crime por emoção, não. É necessidade. A gente entra nessa vida porque precisa.”

Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas

 

Compartilhe esse Post!

Sobre Sizinio

Natural de Itapetinga, Evangélico, Casado com Cris Sousa de Sá, Radialista / Locutor Noticiarista / Repórter Policial há 24 anos. Trabalhou na Rádio Fascinação durante 13 anos - como âncora do Programa NA BOCA DO POVO. Teve passagem nas Rádios Cidade FM e Jornal AM, foi Agente Público (Administrativo) da DT de Itapetinga (Delegacia Territorial) até 2016... Líder Comunitário, Presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública, presidiu a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do estado da Bahia no Território Médio Sudoeste, presidiu por três anos a Coordenação Municipal de Defesa Civil de Itapetinga (COMDEC), foi membro do Conselho Penal da Comarca de Itapetinga, presidiu a Associação de Moradores da Nova Itapetinga (AMONI), foi por dois anos, Assessor de Comunicação da SIBI (Segunda Igreja Batista de Itapetinga - período 2017/2019) e é um dos Editores do Itapetinga na Mídia... Contato: Whatsapp (77) 98805-6791 E-mail: reportersizinio@gmail.com

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *