MORREU AOS 75 ANOS, CARLITO NASCIMENTO DOS SANTOS, O CONHECIDÍSSIMO CARLITINHO DO VITÓRIA RÉGIA…

Carlito tinha 75 anos.

As Famílias Nascimento Santos e Paiva se despediram do Sr. Carlito Nascimento dos Santos, carinhosamente conhecido e amado por todos como “Carlito ou Carlitinho”, morador há mais de 30 anos da Rua Honduras, Bairro Vitória Régia.

Casado com dona Nalva Rocha há quase 50 anos, teve cinco filhos: Antonio Carlos (Dudui), José Carlos (Bolo), Geraldo (Gêra), Agnaldo e Miralva Santos, os quais lhe deram oito (08) netos. (Seu Carlito como era tratado na comunidade foi um homem que trabalhou mais de 20 anos no campo, onde ensinou seus cinco filhos desde cedo a lidar com o gado, com as atividades da roça, com a pesca, mas sem abrir mão dos estudos e do futuro deles por todas as fazendas onde passou.

Pensando no futuro da família, decidiu sair da zona rural para cidade onde já tinha uma casa na Nova Itapetinga, depois construiu outro imóvel na Rua Honduras no Bairro Vitória Régia, onde morou com a família por mais de 30 anos. Na cidade os meninos continuaram estudando,  alcançaram a maior idade entraram na Azaleia, começaram a construir sua própria história ganhando independência, mas sem perder o amor e o respeito pelos pais…

Cansado do trabalho árduo no campo, agora Seu Carlito pensava numa atividade para ocupar seu tempo. Como sempre foi uma pessoa muito inteligente, colocou em prática o que sabia fazer com muito conhecimento (confeccionar redes, tarrafas, redes para dormir, redes para futebol), até que começou a prestar serviços para a Azaleia na época. Seus produtos ganharam espaço no mercado e nunca mais ficou parado, sempre era solicitado para o trabalho.

Paralelo a essa arte de lidar com a agulha e a linha, decidiu abrir um barzinho, vendia um pouco de tudo. Com um atendimento diferenciado, logo o comércio tornou-se muito conhecido e frequentado pelos amigos e pessoas conhecidas.

No comércio, conversava sobre a vida no campo, o que havia aprendido, dividia experiência com os colegas vaqueiros, falava sobre os assuntos da cidade, brincava, era uma pessoa muito carismática, admirada por todos.

Os vizinhos tinham profunda admiração pelo Seu Carlito e sua família. Não era muito de ir ao médico, tinha uma saúde equilibrada, apenas uma visão comprometida. Ao se aposentar, diminuiu o ritmo de trabalho, deixou as encomendas, fazia apenas o que a sua condição física lhe permitia.

Aos 75 anos, na noite de quarta-feira, do dia 05 de agosto, sentiu-se mal e teve que ser levado ás pressas à UPA, onde foi acometido de uma Parada Cardíaca. Os médicos de plantão fizeram de tudo para salvar a sua vida, conseguiram reanimá-lo por um período, mas logo deu uma segunda Parada e não resistiu, vindo a óbito.

A família ficou desolada, a esposa precisou ser medicada, os filhos e os netos ficaram em estado de consternação, buscando força em Deus para lidar com tamanha dor. O corpo foi liberado para os familiares prepararem o velório e sepultamento.

Mas, por conta da pandemia da COVID-19, a família optou em velar o corpo por uma hora na capela do cemitério Parque da Eternidade na manhã de quinta-feira, 06/08, onde foi realizado um culto fúnebre com poucas pessoas e em seguida o corpo foi sepultado.

Carlito era tio do radialista Sizinio Neto, irmão da Família Paiva. Os irmãos que moram em Itapetinga  ainda participaram do velório, os demais que residem em outros municípios e estados distantes, não conseguiram chegar a tempo por conta da pandemia.

A Família enlutada segue pedindo Força e Resignação a Deus para lidar com a dor da separação causada pela morte, não tem sido fácil, mas os filhos que agora ficaram órfão de pai, estão cuidando da mãe que tanto necessita do apoio e aconchego da família.

“Eu não tinha Carlito apenas como meu pai, eu o tinha como irmão e amigo, tanto que o chamava de Carlito. Falava com ele em vida, que enquanto vivesse, estaria do seu lado em qualquer circunstância, pois eu conheço o quanto ele lutou para nos criar e nos fazer as pessoas que somos hoje”, disse Antonio Carlos (Dudui), o filho mais velho…

“Meu pai deixou um grande legado, foi um exemplo de honestidade e de caráter, isso não tem preço”, disse a filha Miralva Santos…

O culto fúnebre foi presidido pelo sobrinho Sizinio Neto, auxiliado pelo pastor Givaldo Santos. Os nossos agradecimentos a todos os vizinhos, familiares e amigos, aos que estão orando pela família, aos que choraram juntamente conosco. Que Deus continue nos dando força para lidarmos com a saudade gigantesca daquele que tanto nos alegrou e nos encheu de orgulho…

Compartilhe esse Post!

Sobre Sizinio

Natural de Itapetinga, Evangélico, Casado com Cris Sousa de Sá, Radialista / Locutor Noticiarista / Repórter Policial há 24 anos. Trabalhou na Rádio Fascinação durante 13 anos - como âncora do Programa NA BOCA DO POVO. Teve passagem nas Rádios Cidade FM e Jornal AM, foi Agente Público (Administrativo) da DT de Itapetinga (Delegacia Territorial) até 2016... Líder Comunitário, Presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública, presidiu a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do estado da Bahia no Território Médio Sudoeste, presidiu por três anos a Coordenação Municipal de Defesa Civil de Itapetinga (COMDEC), foi membro do Conselho Penal da Comarca de Itapetinga, presidiu a Associação de Moradores da Nova Itapetinga (AMONI), foi por dois anos, Assessor de Comunicação da SIBI (Segunda Igreja Batista de Itapetinga - período 2017/2019) e é um dos Editores do Itapetinga na Mídia... Contato: Whatsapp (77) 98805-6791 E-mail: reportersizinio@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *