CENTENAS DE PESSOAS LOTARAM OS CEMITÉRIOS PARA REVERENCIAR SEUS ENTES QUERIDOS…

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin;} DIA DE FINADOS: Os parentes vão visitar os túmulos, limpar, colocar flores novas, rezar, lotando cemitérios e capelas. Em torno disso, os floristas e ambulantes lucram "um real a mais" com flores, velas, lanches, geladinhos, picolés. Mas, tudo para que as pessoas não precisem deixar os cemitérios e possam homenagear seus entes queridos. Nas primeiras horas desta quarta-feira (02/Nov/ Dia de Finados), já havia muita aglomeração de pessoas nos três cemitérios da cidade. No município de Itapetinga, com o céu nublado e frio, muita gente preferiu realizar as homenagens aos entes queridos, logo cedo. O aposentado Antonio Carlos da Costa, de 61 anos, aproveitou para caminhar do bairro São Francisco de Assis até o Cemitério Parque da Eternidade, na Nova Itapetinga. “Eu aproveito esse clima ventilado para homenagear...

Continuar Lendo